...toda honra e toda a glória
agora e para sempre.

Mãe Imaculada,
rogai por nós.

Venha Participar!
Contamos com a sua presença

Seja bem vindo(a) ao site da nossa Paróquia

Qualquer informação ou dúvida que não encontrar em nosso site entre em contato através do formulário ou telefone.

VELA VIRTUAL

ACENDA UMA VELA VIRTUAL

INTENÇÕES PARA MISSAS

COLOQUE AQUI SUAS INTENÇÕES

PEDIDOS DE ORAÇÃO

FAÇA AQUI SEU PEDIDO

FALE CONOSCO

ENTRE EM CONTATO

Perguntas e Respostas

Valéria Mendes

Existem pessoas que na infância recebem dos pais, da família o mesmo afeto, amor, carinho, no entanto, quando estão adultas se julgam carentes. Como isso pode ser explicado?

A carência não é consequência só da falta de amor e dedicação dos pais, mas de uma série de fatores que marcam negativamente a vida de uma pessoa. Às vezes um simples “não” dito em uma hora errada já traz sérias consequências. 

Josemiel Pessoa

Como o senhor vê certos acontecimentos em nossas vidas, devemos relacioná-los à sorte, boa ou má, ou ao merecimento conforme as nossas ações?

Eu não acredito em sorte e azar, mas acredito em consequências boas ou ruins de acordo com o que fazemos ou plantamos. Eu sempre gosto de dizer que “ninguém colhe arroz, se planta capim”. Colhemos o que plantamos.

Galdria Mesquita

Qual o sentido da vida eterna?

A vida eterna é o fim último de nossa existência. É a vida que Deus preparou para nós. É a vida definitiva para a qual fomos criados. Deus nos criou à sua “imagem e semelhança” (Gn 1, 27). Jesus nos disse que “na casa de meu Pai existem muitas moradas, se não fosse assim teria dito diferente” (Jo 14, 2). E ele complementa dizendo que ele quer que onde ele estiver estema também os que nele crê (cf Jo 14, 3). Esse é o sentido da vida eterna, estar com Deus, de onde viemos e para onde caminhamos

Maria Izabel Santos – Parque Santa Cecília – Aparecida de Goiânia

Sou professora e percebo que meus colegas de profissão, principalmente professores de história, são na maioria ateístas. Como devemos agir com nossos filhos quando estão em dúvida entre a história e religião?

Infelizmente vemos a ignorância reinar entre aqueles que deveriam repassar conhecimentos. Os professores de história não podem julgar os fatos com a consciência de hoje, mas apenas transmitir os fatos acontecidos dentro de um contexto. Os pais devem conversar com os professores, como também conversar com os filhos para mostrar a importância dos fatos e a análise dentro do seu contexto. Um fato muito corriqueiro é a condenação da Igreja pelo fato da Inquisição, como posso julgar uma instituição hoje, pelo fato acontecido na Idade Média? O contexto era outro, a cultura era outra, a compreensão de mundo e de Deus era outra, daí não se pode julgar no hoje, o acontecido séculos atrás.

LEIA MAIS