...toda honra e toda a glória
agora e para sempre.

Mãe Imaculada,
rogai por nós.

Venha Participar!
Contamos com a sua presença

Seja bem vindo(a) ao site da nossa Paróquia

Qualquer informação ou dúvida que não encontrar em nosso site entre em contato através do formulário ou telefone.

VELA VIRTUAL

ACENDA UMA VELA VIRTUAL

INTENÇÕES PARA MISSAS

COLOQUE AQUI SUAS INTENÇÕES

PEDIDOS DE ORAÇÃO

FAÇA AQUI SEU PEDIDO

FALE CONOSCO

ENTRE EM CONTATO

Perguntas e Respostas

Ana Rosa – St Coimbra - Goiânia

O Padre pode afastar uma pessoa da igreja?

Pode por motivos gravíssimos, não simplesmente por antipatia, por não concordar com sua maneira de ser. O padre tem o poder das chaves, ou seja, de ligar e desligar uma pessoa da comunidade Igreja. O desligamento se chama excomunhão, ou seja, ele declara a pessoa fora da comunhão eclesial, mas isso só pode ser feito por um motivo muito grave, como heresia. O afastamento simples, ou seja, pedir a uma pessoa que não participe da comunidade não deve ser feito devido a caridade que deve ser exercida para com todos.

Sandra Reis – Jardim Califórnia - Goiânia

Acender vela virtual é o mesmo que acender vela normal?

Sim, sem problemas. O acender uma vela tem o significado de reconhecer que Jesus, a luz do mundo, está presente em nossa atitude orante. Tanto faz virtual como real, o importante não é a vela, mas o seu significado.

Terezinha de Jesus – St. Urias Magalhães

Comungar sem se confessar é pecado?

Depende. Se for comungar com a consciência de que está em pecado e não se confessou por negligência, sim, digo que é pecado. Mas não somos obrigado a confessar quando não temos consciência de pecado grave.

Maria Izabel Santos – Parque Santa Cecília – Aparecida de Goiânia

Sou professora e percebo que meus colegas de profissão, principalmente professores de história, são na maioria ateístas. Como devemos agir com nossos filhos quando estão em dúvida entre a história e religião?

Infelizmente vemos a ignorância reinar entre aqueles que deveriam repassar conhecimentos. Os professores de história não podem julgar os fatos com a consciência de hoje, mas apenas transmitir os fatos acontecidos dentro de um contexto. Os pais devem conversar com os professores, como também conversar com os filhos para mostrar a importância dos fatos e a análise dentro do seu contexto. Um fato muito corriqueiro é a condenação da Igreja pelo fato da Inquisição, como posso julgar uma instituição hoje, pelo fato acontecido na Idade Média? O contexto era outro, a cultura era outra, a compreensão de mundo e de Deus era outra, daí não se pode julgar no hoje, o acontecido séculos atrás.

LEIA MAIS